Fato Real
Destaque Política

7 de setembro gera tensão entre grupos políticos divergentes

É grande a expectativa em todo o país em torno do feriado do Dia da Independência, nesta terça-feira (07/09).

O feriado usualmente é marcado por comemorações e desfiles cívicos e militares, no entanto, diversas celebrações foram canceladas  devido a pandemia da Covid-19. Por outro lado, a previsão é de que manifestações de cunho político ocorram em várias cidades.

Em Lafaiete, o tradicional desfile militar, acompanhado das escolas e entidades do município, foi substituído pelo hasteamento da bandeira e sem público. A cerimônia acontecerá na praça Chiquito Furtado, no rotor da avenida Prefeito Telésforo Cândido de Resende, no centro, às 9h.

Manifestações

Manifestação pró Bolsonaro acontecerá em Lafaiete
Manifestação pró Bolsonaro acontecerá em Lafaiete

Em todo o país a tensão é em torno de possíveis confrontos entre críticos e apoiadores do governo federal.

Com organização principalmente via redes sociais, diversas manifestações de apoio ao presidente da República estão previstas. Além do apoio a Jair Bolsonaro (sem partido) os manifestantes também têm como alvos as instituições como o Superior Tribunal Federal (STF), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), à esquerda política, além da defesa de voto auditável e outras pautas.

Em Lafaiete está sendo organizada a manifestação “Eu autorizo presidente! Nova independência! ”. A ação está prevista para a praça Tiradentes, das 14h às 17h.

Gritos dos Excluídos

Ato regional "Fora Bolsonaro será em Congonhas
Ato regional “Fora Bolsonaro será em Congonhas

Já a Arquidiocese de Mariana organiza o 27° Grito dos Excluídos e Excluídas. Com o tema “Vida em primeiro lugar” e o lema “Na luta por participação popular, saúde, comida, moradia, trabalho e renda já!”.
Durante o mês de agosto foram transmitidas várias lives preparatórias para o evento desta terça-feira, com temas como protagonismo juvenil e participação popular, racismo, defesa da vacina, equidade de direito para mulheres. Nesta terça-feira, de 8h30 às 9h30 há o ato na Basílica do Senhor Bom Jesus, em Congonhas, será transmitido pelas redes sociais da Arquidiocese.

Ao final do grito, haverá o ato regional “Fora Bolsonaro”,. A partir de 10h30 começa a concentração, próxima à Basílica Bom Jesus de Matosinhos. Em seguida uma passeata deverá ocorrer até a prefeitura. Para este 7 de setembro, a convocatória das frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo e da Campanha Nacional Fora Bolsonaro reforça que a democracia e a soberania do Brasil estão sob ataque. E que Bolsonaro e sua base ameaçam o país com um golpe, citando ameaças diárias do presidente contra as instituições como o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Ambos os lados recomendam cuidados sanitários para evitar a proliferação do vírus causador da Covid-19, como uso de máscara e de higienização das mãos com álcool em gel.

Segurança

O 31° BPM fez um planejamento prévio sobre o policiamento no dia 07 de setembro. Além do efetivo operacional dos 24 municípios que integram o Batalhão, todo o efetivo administrativo estará escalado nas ruas, garantindo o direito à livre manifestação por parte da população. Foi feito um levantamento prévio dos possíveis locais de manifestação e planejado o policiamento nestes locais.

Além disso, terá uma tropa em condições de ser empregada, caso seja necessário. Segundo o comando do 31º BPM,  o objetivo da Polícia Militar é proporcionar segurança a todos e garantir o direito constitucional de livre manifestação.

Fato Real