Fato Real
Lafaiete

Prefeitura nega surto de Covid-19 na rodoviária de Lafaiete

 

Joselito prestava serviço ao município desde 1996
Joselito prestava serviço ao município desde 1996

Na última semana se especulou sobre um possível surto de Covid-19 no terminal rodoviário de Conselheiro Lafaiete. As suspeitas se intensificaram após a morte do servidor Joselito Sebastião Pinto, que trabalhava no local e morreu pela doença na terça-feira (11/05). Ele foi o segundo óbito pela Covid na rodoviária, em março havia morrido José Anísio Gonçalves.

O Secretário Felipe Vagner Batista esclareceu dúvidas da imprensa local
O Secretário Felipe Vagner Batista esclareceu dúvidas da imprensa local

Em atendimento à solicitação feita pelo Consórcio de Imprensa de Conselheiro Lafaiete, o secretário de Administração, Felipe Vagner Batista, esclareceu que não procede a informação do surto da doença na rodoviária de Lafaiete.

Ainda segundo o secretário, dois atestados apresentados neste ano foram por outros motivos de saúde e em períodos diferentes. Apenas o de Joselito Sebastião Pinto foi pela Covid.

 

Reunião

O secretário de Administração, Felipe Vagner Batista, informa que tem dado apoio pessoalmente à equipe, além disso, nomeou os servidores Flávio César Pinto e Luciano da Silva, como interventores. 

Especulações sobre possível surto foram feitas nas redes sociais
Especulações sobre possível surto foram feitas nas redes sociais

Ainda segundo a resposta da Prefeitura, já foi realizada reunião com os servidores que compõem a equipe do terminal rodoviário, para alinhamento e a Secretaria de Administração forneceu todos os EPIs (Equipamento de Proteção Individual), além dos materiais necessários para higienização pessoal e das dependências, e é realizada a desinfecção do local a cada 15 dias. 

Segundo a Administração Municipal, o Terminal Rodoviário tem tomado todas as medidas de proteção contra o vírus
Segundo a administração municipal, o terminal rodoviário tem tomado todas as medidas de proteção contra o vírus

Há algum tempo, foi solicitada pela Administração, junto à Secretaria Municipal de Saúde, a possibilidade de vacinação destes servidores contra o vírus SARS-CoV-2 e vírus H1N1 e intervenções mais constantes da equipe de fiscalização sanitária. No entanto, o município segue o Plano Nacional de Imunização.

Fato Real