Fato Real
Lafaiete

Bandinha Centro ó Fônico faz festa para comemorar 80 anos de música e irreverência

Centro Ó Fônico é uma tradição na cidade

O tempo não passa pra quem é feliz. É por isso que a tradicional Bandinha Centro Ó Fônico Do Arraiá do Povinho Conselheiro Lafaiete, que até hoje não encontrou rival em deboche e gaiatice, está comemorando 80 anos de alegria com fôlego de sobra para brincar os próximos 80 carnavais.

Vestes dos integrantes chama atenção

Porque uma data tão significativa merece uma festa à altura, as comemorações estão sendo preparadas desde o ano passado. Como explica Márcio Dornelas, vice-presidente da agremiação, a ideia é homenagear os valentes integrantes que entraram para a história brincando de fazer música ao longo destas oito décadas: “Desde o ano passado vimos sentindo a necessidade de homenagear os antigos componentes da banda, que tem uma história muito rica e profundamente ligada à cultura e à sociedade lafaietense. Todo mundo tem alguma história pra contar da nossa bandinha. Queremos homenagear os falecidos, muitos que ainda estão vivos e os veteranos que ainda estão ativos na banda”.

A bandinha está sempre presente em eventos culturais em Lafaiete

O diferencial da Bandinha Centro Ó Fônico é que a maioria é formada por um bando de “caras-de-pau”, segundo Márcio, que fingem entender de música, mas o que fazem é zoeira, literalmente; a outra parte são músicos de verdade que tentam “atrapalhar” os palhaços da trupe. Como ressalta o vice-presidente, esta saborosa mistura de música e brincadeira é o diferencial que mantém a bandinha viva e ativa há tantos anos: “O requisito básico pra entrar na banda, previsto em antigas atas, quase do tempo em que ela foi fundada, é justamente este: gerar um contraponto, de forma bem-humorada, em relação às bandas marciais, que desfilavam perfeitamente alinhadas, com fardamento impecável e ostentando condecorações. A principal característica de grande parte dos nossos músicos é não ter formação musical. A banda é ò Fônica numa referência à palavra afônica, ou seja: formada por músicos que não conseguem tirar nenhum som harmônico dos instrumentos. A parte engraçada disso tudo são nossos instrumentos velhos, sucateados, contrastando com o naipe dos poucos músicos experientes que vêm “atrapalhar” a gente”, diz com bom humor.

Instrumentos antigos e o estandarte fazem parte da história da banda

Assim como não existem domingo sem missa e segunda sem preguiça, aniversário sem presente também não tem graça. Como conta Márcio Dornelas, a surpresa especial da octogenária Bandinha Centro ó Fônico já está preparada: “É claro que, durante a festa, vai ter a apresentação da banda. Prestaremos homenagem às pessoas que construíram estes 80 anos de história e faremos a entrega da Comenda Centro Ó Fônico, condecoração alusiva aos 80 anos que passará a integrar a indumentária de nossas apresentações. Esta comenda, completamente inserida no nosso espírito brincalhão e caricato, é uma medalha idealizada pelo artista plástico Paulinho Demolidor e feita de sucata, como lacres de latinhas de cerveja, clipes de escritório e moedas antigas. Em seguida, haverá um show musical de verdade com o grupo Partido Alto, que promete animar todo mundo tocando o samba de raiz”.

A festa de aniversário da Bandinha Centro Ó Fônico, que é registrada como Patrimônio Cultural Imaterial de Lafaiete, acontece neste domingo 16/02 à partir das 14h30  no ginásio de esportes do Clube Carijós.  A entrada é franca.

Aimar Souza
Fato Real

Fato Real