Fato Real
Gerais

Macrorregião centro-sul sai da onda roxa do Minas Consciente

A região centro-sul, da qual a cidade de Conselheiro Lafaiete faz parte, sai da onda roxa do programa Minas Consciente no próximo sábado (24/04). A macrorregião é uma das seis novas a avançarem para a onda vermelha. A decisão foi publicada na tarde desta quinta-feira (22/04).

No entanto, ainda é aguardado o pronunciamento do prefeito Mário Marcus em relação ao decreto que determina a mudança de onda na cidade. Semanalmente há uma reunião entre os prefeitos da macrorregião de saúde de Barbacena, onde são determinados procedimentos específicos a serem tomados nas cidades que integram-na. 

Com a mudança, 13 das 14 macrorregiões de Minas Gerais estarão na Onda Vermelha. Somente a macrorregião Nordeste segue no protocolo mais restritivo do programa. No último sábado (17/04), sete das 14 macrorregiões do Estado já haviam progredido para a onda vermelha.

O governador Romeu Zema pontuou a necessidade da população manter os cuidados para evitar a propagação do vírus. “Temos que analisar os resultados técnicos. Entendemos que podemos avançar para a onda vermelha em quase todo o estado, mas é fundamental compreender que a pandemia continua, que todos os cuidados como uso de máscara e higienização das mãos são necessários, e que só a vacinação é a solução definitiva”, destacou.

Números

De acordo com o Secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, os índices da pandemia registrados nesta semana indicam uma melhora no cenário.

Houve aumento de 4,1% nos casos e 8,2% nas mortes, percentuais inferiores à semana passada. Além disso, a positividade da doença também apresentou queda, chegando a 37%. 

Situação melhorou no último boletim, mas ainda preocupa no município
Situação melhorou no último boletim, mas ainda preocupa no município

Em Lafaiete, oboletim epidemiológico da quarta-feira (21) foi com números muito melhores em relação aos últimos dias. Apesar da UTI se manter com 100% de ocupação,  naquele dia foram confirmados 12 casos da Covid-19 e nenhuma morte foi registrada.  

No entanto ontem já foram contabilizados quatro óbitos e 73 novos casos. A situação ainda inspira cuidados. Além da alta taxa de ocupação de leitos de UTI, mais de 9.700 pessoas já se contaminaram com a doença no município. Destas, 165 perderam a vida em decorrência a complicações da Covid.

Kit intubação

A expectativa da Secretaria de Estado de Saúde é que, nos próximos dias, as unidades hospitalares tenham estoque de 5 a 7 dias de medicamentos do kit intubação. “A queda de internação facilita e há empresas voltando a fornecer diretamente aos hospitais. Poderemos reduzir a pressão por insumos já nos próximos dias”, pontua o Secretário de Saúde.

Nesta quinta-feira o  Hospital Ibiapaba Cebams de Barbacena deixou de atender pacientes que necessitam de internações de UTI, devido a falta desses medicamentos.

Hospital precisa de mais medicamentos para atender pacientes em UTI
Hospital precisa de mais medicamentos para atender pacientes em UTI

 

Fato Real