Fato Real
Gerais

Lafaiete e região seguem na onda branca do Minas Consciente

O Governo de Minas divulgou nesta manhã de quinta-feira 23/07 as decisões do Comitê Extraordinário Covid-19 desta semana.

As macrorregiões de Saúde Leste do Sul e Triângulo do Sul poderão avançar no plano Minas Consciente, após apresentarem índices controlados de contaminação por coronavírus e ocupação de leitos nos municípios. Com a decisão, a região Leste do Sul passará para a onda amarela e o Triângulo do Sul passa a seguir os protocolos da onda branca.

Lafaiete e região

Por liberação do plano Minas Consciente, todas as outras regiões do estado estão mantidas nas ondas definidas na semana passada. Ou seja, a Macrorregião Centro-Sul da qual fazem parte cidades como Lafaiete, Congonhas, Ouro Branco, Barbacena, Carandaí e outras permanecem mais uma semana como estão, na onda branca, com as restrições de funcionamento dos estabelecimentos comerciais.

Algumas das orientações para essas regiões são que os estabelecimentos tenham meios para higienização das mãos com água e sabão ou álcool em gel 70%. Eles também devem fornecer Equipamentos de Proteção Individual adequados para a atividade exercida e providenciar barreira de proteção física quando os funcionários estiverem em contato com o cliente.

Estabilização

O governador Romeu Zema comentou que os números colhidos na última semana indicam uma estabilização da curva de contaminação. “Muito provavelmente vivenciamos, na última semana, o pico teórico da pandemia, e os números indicam uma certa estabilização no número de casos. A média de óbitos dos últimos sete dias (59) já ficou muito próxima da média dos últimos 14 dias (57,9). São dois números muito próximos, que já demonstram um nivelamento”, disse.

Ele lembrou, contudo, que ainda não é hora de se descuidar e que as medidas de proteção são essenciais para manter a doença sob controle.

“É cedo para falarmos que o pior ficou para trás e precisamos continuar adotando todos os cuidados possíveis até termos uma queda consistente. Peço que mantenham as medidas de distanciamento, o uso de máscaras, e, quem puder, fique em casa”, afirmou.

Fonte:Agência Minas.

Fato Real