Fato Real
Gerais Você Repórter

Sem palavras

Sem palavras! Ela sempre nos causava essa sensação diante da imensa generosidade em compartilhar toda a sua bagagem de conhecimento. A fé era de igual modo impactante, sempre a expressar publicamente a cristandade em cada gesto.

Neste momento é difícil encontrar as palavras eficientes para externar a tristeza em compreender que Deus a recolheu para seu lar eterno. O amor era a fonte de todas as suas ações, sempre com caridade, com afeto e acima de tudo, com respeito universal. Dona Avelina é, incontestavelmente, a referência histórica para gerações há décadas, tanto para Minas Gerais, cujos estudos eram profundos e fecundos, como para além das fronteiras alterosas, alcançando nosso extenso país e as terras além mar.

Não era de se vangloriar dos títulos alcançados nessa jornada, mas o que ela não abria mão era de professora. Sim, nossa mestra Dona Avelina, sempre foi e continuará como a grande professora! Das ciências, das letras, das genealogias, das histórias, das poesias, da fé cristã e principalmente, do amor amplo e irrestrito à família, aos amigos, à vida.

Sem palavras para esse dia na história de Conselheiro Lafaiete.

Mauriceia Aparecida Ferreira Maia
Professora de História
Especialista em Patrimônio Histórico e Cultural.
Ex- Secretária Municipal de Cultura de Conselheiro Lafaiete

Se você quer ver sua reclamação, foto, denúncia ou elogio no Fato Real; se quer enviar uma pauta ou sugestão de reportagem, envie seu email para [email protected]

Fato Real