Fato Real
Gerais Você Repórter

Prefeitura de Congonhas incentiva a doação voluntária de sangue

A Prefeitura de Congonhas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde – SMS, apoia o grupo Sangue Nosso + Vida, que organiza caravanas para doação de sangue junto a moradores do Município e até de cidades vizinhas. O dia 25 de novembro é “Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue”, instituído pelo Decreto Federal 53.988 de 1964.

Organizado pela Enfermeira do Trabalho, Jane Maria Santos de Paula, o grupo Sangue Nosso + Vida trabalha o ano todo na busca de novos doadores de sangue. Eles fazem todo processo de levantamento de dados, triagem, transporte ao local de coleta e acompanhamento.

De acordo com Jane um doador pode salvar três vidas com as bolsas coletadas. “Doar sangue é tão simples. De oito a 12 minutos você pode salvar três vidas”, incentiva a enfermeira explicando que a pessoa demora, no máximo, até 12 minutos para retirada de sangue.

Vale ressaltar que a quantidade de sangue retirada em cada pessoa não afeta sua saúde. Isso porque a recuperação acontece imediatamente após a doação. Cada pessoa adulta possui, em média, cinco litros de sangue. Em uma doação, são coletados apenas 450ml de sangue, no máximo.

Podem doar sangue pessoas com idade entre 16 e 69 anos. A primeira doação deve ser feita até os 60 anos, obrigatoriamente. Menores de 18 anos só podem doar com a autorização dos responsáveis legais. Se for um doador frequente, é preciso obedecer ao intervalo para a doação, que deve ser de dois em dois meses para homens e de três em três meses para mulheres.

Quem quiser conhecer o trabalho do grupo Sangue Nosso + Vida ou ser mais um voluntário nesta causa do bem basta entrar em contato pelos telefones: 31 99785-5705 ou 31 97140-8474.

Condições básicas para doar sangue:

– Ter entre 16 e 69 anos de idade (menor de 18 anos deve apresentar o formulário de autorização e cópia do documento de identidade com foto do pai, mãe ou tutor/guardião);
– Idosos devem ter realizado pelo menos uma doação de sangue antes dos 61 anos;
– Ter peso acima de 51 quilos e ter IMC (Índice de Massa Corporal) maior ou igual a 18,5 (descontar o vestuário);
– Apresentar documento de identificação oficial com foto (original ou cópia autenticada em cartório), em bom estado de conservação e dentro do prazo de validade. Documentos aceitos: carteira de identidade, carteira de trabalho, certificado de reservista, carteira nacional de habilitação, passaporte, carteira profissional emitida por classe ou carteira de doador. Não são aceitos: crachás funcionais, carteiras estudantis nem certidão de nascimento;
– Dormir pelo menos seis horas, com qualidade, na noite anterior à doação;
– Não ingerir bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação;
– Não fumar duas horas antes da doação;
– Existem medicamentos que podem impedir a doação. Portanto, é necessário confira quais são as restrições. (Fonte: https://bvsms.saude.gov.br/somos-todos-do-mesmo-sangue-25-11-dia-nacional-do-doador-de-sangue/)

Por Daniel Palazzi – SECOM – Prefeitura de Congonhas
Foto: Arquivo – Grupo Sangue Nosso + Vida

Se você quer ver sua reclamação, foto, denúncia ou elogio no Fato Real; se quer enviar uma pauta ou sugestão de reportagem, envie seu email para [email protected]

Fato Real