Fato Real
Você Repórter

No Dia da Independência filha dá o grito pela saúde da mãe

Hoje venho através das redes sociais dar o meu grito, em pleno 7 de setembro, engraçado né ?! Mas infelizmente se não for assim, nós, os “pobres” não temos qualquer chance de sobrevivência numa cidade que não tem um pingo de respeito e amor na área da saúde. Ontem no dia 6 de setembro levei minha mãe na maternidade para fazer uma consulta particular(mesmo sem ter condições de pagar por uma consulta no momento) pois pensei que seria melhor atendida (já que quando o assunto é dinheiro as coisas funcionam melhor) minha mãe tem pedras na vesícula e sente cólicas muito intensas, constantemente; pois bem chegando lá fomos super bem atendidas por um médico clínico, que se prontificou em ajudar minha mãe passando todo o processo a ser feito, para o SUS (pois alegou que ficaria muito caro).

Minha mãe foi internada e medicada no mesmo instante, e logo começaram os processos de exames e avaliações, até aí tudo bem, minha mãe estava sendo encaminhada para fazer a cirurgia porém foi visto que ela teve alguns órgãos prejudicados causando inflamação e que teria que tratar essa inflamação antes de ser feito a cirurgia, mais uma vez estava tudo certo. Acontece que a noite houve a troca de plantão e o médico que chegou ,me constrangendo na frente de outros pacientes , mandou ser retirado o acesso para medicação e me disse que minha mãe não poderia ficar lá pois ela iníciou o atendimento particular e que não deveria ter passado para o SUS e a encaminhou para a policlínica ,um lugar onde não tem estrutura alguma dela ficar pois não tem os recursos necessários que ela nescesita no momento e que inclusive ela mesma veio para um atendimento médico no sábado(4 de setembro) e foi receitado pra ela um ansiolítico sendo que o problema é outro.

Agora nesta manhã (7 setembro) veio um médico no quarto onde minha mãe está internada(na policlínica) e disse que vai dar ALTA para ela pois aqui não tem nada a ser feito . Agora como voltar com uma pessoa doente pra casa sentindo fortes dores abdominais sem se alimentar direito ? Correndo o risco de agravar seu quadro de saúde. Gostaria sim de dar meu grito mas por socorro pois não quero ver minha mãe perdendo a vida por negligência,falte de compromisso e amor com um ser humano. A área da saúde tem que melhorar, não tem condições de continuar assim, médicos que só quer ganhar dinheiro e não estão nem aí para a saúde do povo, isso é uma vergonha. Fica aqui minha indignação e meu apelo pela saúde da minha mãe.

Danielle Cristina Francisca da Luz filha de Neli de Fátima da Luz

Se você quer ver sua reclamação, foto, denúncia ou elogio no Fato Real; se quer enviar uma pauta ou sugestão de reportagem, envie seu email para [email protected]

Fato Real