Fato Real
Gerais Você Repórter

Já colocou cheiro-verde na sua refeição hoje?

O que pode fazer uma comida mais saborosa? Existem várias maneiras para conferir sabor a uma receita. Para deixar uma preparação marcante e até mesmo te fazer viajar nas memórias afetivas que a comida é capaz de proporcionar, abuse da criatividade no uso de temperos naturais e ingredientes. Aqui conversaremos sobre o cheiro-verde!

Adicionar cheiro-verde e outras ervas na comida não só faz toda a diferença no sabor e no aroma das preparações, mas também faz bem para a saúde por ajudar a reduzir a quantidade de óleos, gorduras e sal. Isso sem falar que os temperos naturais são fontes de nutrientes e excelentes opções que podem e devem substituir os temperos prontos, que fazem parte da lista de alimentos ultraprocessados.

A culinária brasileira é muito diversa e consequentemente a maneira de temperar uma comida varia de região para região. Dentre as opções mais comuns, é possível citar, por exemplo, o uso de cebola, alho, louro, açafrão, pimenta e do famoso cheiro-verde, que tem variações regionais. No Sul e Sudeste do país, a dupla predominante é a cebolinha e a salsa. Já no Norte e Nordeste do país, a combinação é da cebolinha com o coentro. E ainda tem mais: no Pará e no Amazonas, o coentro dá lugar para a chicória.

A verdade é que tanto faz se a cebolinha está acompanhada da salsa, do coentro ou da chicória. O cheiro-verde é uma combinação perfeita, que é a cara da culinária brasileira. Uma mistura tão saborosa e aromática que traz vida, cor e frescor às preparações. E o mais importante: todos esses temperos naturais pertencem ao saudável grupo dos alimentos in natura, conforme lembra o Guia Alimentar Para a População Brasileira, produzido pelo Ministério da Saúde.

E o consumo de alimentos in natura, além de fazer muito bem à saúde, também fomenta o trabalho da agricultura familiar e de  pequenos produtores, contribuindo para a sobrevivência e expansão desse setor da economia. Por isso, é possível afirmar que a comida de verdade exerce um papel muito importante para a sociedade e para o planeta. Segundo o Guia Alimentar, quanto mais pessoas buscarem por alimentos orgânicos e de base agroecológica, maior será o apoio que os produtores da agroecologia familiar receberão e mais próxima a sociedade vai estar de um sistema alimentar socialmente e ambientalmente sustentável.

E diante de tanta popularidade, vale a pena conhecer um pouco mais sobre cada um desses ingredientes que compõem o tempero mais brasileiro de todos. Para isso, o livro Alimentos regionais brasileiros, também elaborado pelo Ministério da Saúde, conta um pouco sobre as características, curiosidades e principais usos de cada hortaliça.

Cebolinha

Características: as plantas de cebolinha se parecem com as de cebola, porém possuem um número maior de folhas e apresentam crescimento diferenciado. As folhas são boa fonte de cálcio, vitamina C e vitamina A.

Uso culinário: é utilizada para dar aroma e sabor a pratos variados, como sopas, carnes, peixes e assados em geral. Pode ser congelada para aproveitamento posterior. Geralmente, é comercializada em maços com a salsa ou o coentro, compondo o chamado cheiro-verde.

Você sabia? Nos últimos anos, a cebolinha tem sido cultivada para o abastecimento de agroindústrias de conserva.

Coentro

Características: erva que pode atingir até 1 m de altura. Possui folhas alternas (quando caule vão se alternando ao longo do eixo do caule), pinadas (estruturas em forma de pena) e de coloração verde-brilhante. Tem caule ereto, flores de coloração rosa ou branca organizadas em umbelas (formato de um guarda-chuva) e frutos globulosos, secos e pequenos.

Uso culinário: no Brasil, sua importância está associada ao consumo das folhas frescas, utilizadas como condimento, principalmente no Norte, Nordeste, Rio de Janeiro e Espírito Santo. Embora lhe seja atribuído apenas valor condimentar, as folhas entram na composição de diversos tipos de molhos, sopas, saladas e no tempero de peixes e carnes. Na Bahia, o grão moído é tradicional no tempero de diversas carnes.

Você sabia? O óleo essencial, obtido dos frutos secos, é utilizado para perfumes, chocolates, carnes defumadas, sopas enlatadas, picles, licores e gim.

Salsa

Características: erva que pode atingir até 1 m de altura. Possui folhas alternas (quando caule vão se alternando ao longo do eixo do caule), pinadas (estruturas em forma de pena) e de coloração verde-brilhante, caule ereto e frutos secos, com duas sementes.

Uso culinário: no Brasil, sua importância está associada ao consumo como condimento, compondo o cheiro-verde nas regiões Sudeste e Sul, juntamente com a cebolinha e, por vezes, o coentro. Embora seja atribuído apenas valor condimentar, as folhas entram na composição de diversos tipos de molhos, sopas, saladas e no tempero de carnes.

Você sabia? É considerada a erva condimentar mais usada na culinária em todo o mundo, tendo dezenas de cultivares e variedades das mais diferentes formas e tamanhos de folhas.

Chicória-do-Pará

Características: folhosa aromática com aroma característico de coentro é      muito comum na Amazônia brasileira, compondo o cheiro-verde juntamente com o coentro e a cebolinha. É uma planta de pequeno porte, de 20 cm a 30 cm.

Uso culinário: utilizam-se as folhas como condimento essencial, compondo o cheiro-verde, em pratos típicos à base de peixes no Pará e no Amazonas. A variedade mais espinhosa é usada para enriquecer o arroz ou o feijão.

Você sabia ? Para prolongar a produção de folhas, pode-se efetuar a poda das hastes florais periodicamente bem no início de sua formação.

Sobre o Guia Alimentar do Ministério da Saúde

O Guia Alimentar para a População Brasileira é um instrumento para apoiar e incentivar práticas alimentares saudáveis no âmbito individual e coletivo. Foi feito para todos os brasileiros e brasileiras! Ele reúne um conjunto de informações e recomendações sobre alimentação que contribuem para a promoção da saúde de pessoas, famílias e comunidades e da sociedade como um todo, hoje e no futuro. Acesse agora para consultar todas as orientações e garantir mais saúde e qualidade de vida.

Saúde Brasil
Ministério da Saúde

Se você quer ver sua reclamação, foto, denúncia ou elogio no Fato Real; se quer enviar uma pauta ou sugestão de reportagem, envie seu email para [email protected]

Fato Real