Fato Real
Gerais Regional

Novembro Azul: Casos de câncer de próstata aumentam

Desde o início do mês, o Hospital Ibiapaba CEBAMS, de Barbacena, se engajou na campanha Novembro Azul. A campanha serve como conscientização do câncer de próstata. Só no Hospital Ibiapaba CEBAMS, em 2017 o câncer de próstata foi diagnosticado em 103 homens atendidos pela instituição. Em comparação a 2016, que teve 74 novos casos, o aumento foi de 39%. Atualmente, o câncer de próstata é o tipo da doença com maior número de casos novos detectados pela instituição, à frente dos cânceres de pele e de mama.
 
Para este mês, o Hospital Ibiapaba CEBAMS preparou uma série de atividades. Além de palestras para o público interno, a fachada da instituição está com a iluminação azul, em alusão ao mês. Até o dia 30 é possível participar uma campanha nacional de conscientização na página do Hospital no Facebook (facebook.com/ibiapabacebams), que já conta com o apoio de milhares de pessoas em todo o Brasil.
 
Além disso, no dia 24/11 (sábado), a equipe do Hospital Ibiapaba CEBAMS estará na Feira Livre do bairro São Sebastião, em Barbacena, para a Manhã de Saúde, que é uma ação de saúde com vários serviços. Um dos serviços será a oferta de agendamento do exame Antígeno Prostático Específico (PSA), que detecta o câncer de próstata. Além disso, uma panfletagem para alertar os homens sobre a importância da prevenção será feita em toda a Feira Livre. 
 
Prevenção e cuidados
 
Segundo o urologista Paulo Gonçalves, a prevenção da doença passa por atitudes que aumentam a qualidade de vida, como atividades físicas, alimentação balanceada e com menos gordura animal. Entretanto, alguns homens fazem parte do grupo de risco e precisam se cuidar ainda mais para evitar a doença. Os homens que possuem mais chance de desenvolver câncer de próstata são: obesos; com circunferência abdominal maior que 120 centímetros; que fazem abuso de álcool e tabaco; que possuem hipertensão arterial; que tiveram casos na família entre pessoas de até 70 anos; homens negros. Por isso, é importante que esses homens comecem a fazer o acompanhamento junto a um médico a partir dos 45 anos. Homens fora do grupo de risco devem se consultar com um urologista acima dos 50 anos.
 
A importância do exame de toque
 
Mesmo com toda a importância da detecção inicial do câncer de próstata dos exames, ainda existe um grande tabu em relação ao exame de toque retal. Segundo o Dr. Gonçalves, o exame é fundamental para a detecção do câncer de próstata:
 
“O exame de sangue com Antígeno Prostático Específico, o PSA, não substitui o exame do toque retal. Por isso é importante que o homem faça o toque retal, pois é fundamental para que o urologista descubra o câncer de próstata. Durante o toque retal, é possível sentir o lado da próstata onde o câncer se manifesta. Por isso, é importante que o homem deixe o preconceito de lado com o exame e o faça. Deixar de fazer o exame por preconceito pode causar inúmeros transtornos, não apenas para o paciente que pode descobrir o câncer tardiamente e terá que passar pelo tratamento da doença, que é desgastante, mas também para a família, que sofrerá muito ao ver o parente doente”, disse o urologista.
 
Fato Real