Fato Real
Política Regional

Zelinho dá ordem de serviço para início das obras da passarela do Pires

O prefeito Zelinho assinou, nesta sexta-feira, 31, a tão aguardada Ordem de Serviço para a construção da passarela que ligará os dois lados do bairro Pires, passando sobre a BR-040, no km 603. Após a negativa de órgãos federais em zelinhorealizar a obra, Zelinho prometeu aos moradores do bairro que faria de tudo para realizar este sonho deles e encontrou nas empresas Ferrous, Ferro+, CSN, Gerdau, VALE, VSB e Ministério Público Federal o apoio financeiro necessário. A Associação dos Moradores do Bairro Pires, a Paróquia de Nossa Senhora da Conceição e o Ministério Público Estadual, que sempre reivindicaram a obra junto aos órgãos competentes, também contribuíram nesta empreitada. Servidores públicos, vereadores, representantes das empresas e moradoras do bairro prestigiaram a solenidade, realizada entre a rodovia e o Centro Comunitário do Pires. A empresa vencedora do processo licitatório realizado pela Prefeitura, Colem Engenharia, tem prazo de 5 meses para implantar a passarela.

Em seu discurso durante a solenidade de assinatura do contrato entre Prefeitura e a empreiteira, Juliana Lisboa Prestes, presidente da Associação dos Moradores do Bairro Pires, se mostrou muito emocionada. “Não há como não me emocionar. A Associação, através da  antiga Diretoria, que tinha à frente a Ivana, Aparecida e a Neia, a quem agradeço muito, e agora por nosso intermédio sempre participou de diversas reuniões do DNIT, ANTT, Via 040, Prefeitura, Ministério Público, empresas, tudo isso por amor ao nosso bairro. Agradeço a Deus por este presente de hoje (sexta-feira), que é  assinatura da ordem de serviço pelo nosso prefeito. Lembro os demais moradores do bairro, que já sofreram muito, perdendo muitos sonhos, entes queridos e a agradeço também a eles por terem paralisado a BR-40 por várias vezes, o que chamou a atenção das autoridades para o nosso problema. Minha homenagem aos que morreram neste trecho. Os últimos amigos que perdemos nele foram o Didi e antes, a Nathália, que estava se preparando para se casar. Agradeço também as empresas que, ao lado da Prefeitura, estão realizando este nosso sonho”.

 

O prefeito Zelinho lembra que quando uma criança foi atropelada na rodovia há 5 anos, os moradores fizeram uma paralisação que durou mais de um dia e viraram um carro na pista. “Naquele dia, a Polícia Rodoviária Federal e o DNIT me ligaram para eu interceder pela liberação da pista. Naquele momento, ao lado dos meus amigos e parentes aqui do Pires, prometi a eles que, se o órgão federal não fizesse a passarela, nós faríamos. Entrei na justiça contra o DNIT, Resultado de imagem para cruz beirada brfomos a Brasília ao lado de vereadores, e não teve jeito. Então me reuni com as empresas mineradoras que nos atenderam: A VSB ficou responsável pelo projeto, a Gerdau pelo cimento e estrutura metálica e as demais empresas entraram com recursos, a exemplo da Prefeitura e do Ministério Público Federal. Víamos na ADECON uma forma mais rápida de viabilizar a construção da passarela, então depositamos o dinheiro nos cofres daquela entidade. Realizamos a primeira licitação. Naquele momento, a Via 040 nos informou que não seria possível autorizar a construção desta passagem de pedestres, devido a mudança no projeto de duplicação deste trecho”.

Então os parceiros nesta força-tarefa tiveram de começar tudo de novo. “Novos projetos, vencer burocracias junto a ANTT, a Via 040 e enviar novamente a solicitação da obra à Câmara Municipal para avaliação. Então a ADECON paralisou seus trabalhos e a Prefeitura assumiu a realização do processo licitatório. Agora venceu a empresa Colem Engenharia. O Ministério Público Estadual  e o Padre Paulinho também sempre cobraram do DNIT uma solução, como a Associação de Moradores do bairro, através da Ivana, Juliana, entre outras pessoas, sempre guerreiras para chegarmos até esta conquista. Iremos negociar com a Igreja Católica a aquisição de parte do terreno próximo à Igreja de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, que deverá ser utilizado nesta obra. Somando tudo, na verdade, os valores chegam a cerca de R$ 1.600.000,00. Confesso que tinha medo de deixar de ser prefeito sem construir fazer esta passarela. Gostaria de tê-la feito no primeiro mandato. Mas a população do Pires acreditou no prefeito. Agradeço a cada morador por isso”, diz Zelinho, que solicitou a empreiteira que dê prioridade aos moradores do bairro ao realizar contratação de pessoal.

0a30ce1d-0682-4032-913e-0a943f43b82b

.

Fato Real