Fato Real
Política

Pedrinho vai para o sexto mandato mantendo posição independente na Câmara

Pedrinho foi eleito para o sexto mandato
Pedrinho foi eleito para o sexto mandato

Desde quando conquistou a primeira vitória nas urnas, Pedro Américo de Almeida não sabe o que é perder uma eleição para vereador em Conselheiro Lafaiete. Ele é o entrevistado de hoje na série de reportagem sobre os vereadores reeleitos em Lafaiete no dia 15 de novembro

Habilitado a exercer o sexto mandato consecutivo, Pedrinho do PT, como é conhecido, atribui a credibilidade consolidada junto ao eleitorado ao trabalho que realiza dentro e fora do Legislativo lafaietense: “Como vereador, fiscalizo o Poder Executivo, visito os órgãos da Prefeitura, acompanho a execução do orçamento municipal e elaboro projetos de leis. Meu gabinete está sempre aberto e atendo toda a população, a quem presto contas de meu mandato, que é participativo. Trabalho o tempo todo e não apenas durante a campanha eleitoral. Por isso acho que alcanço bons resultados nas urnas”.

2021

Mais longevo entre os vereadores da próxima Legislatura, Pedrinho deu as boas-vindas aos futuros novos colegas e manifestou a esperança de que a Câmara terá uma atuação produtiva a partir de 2021: “Essa turma que foi eleita tem boas ideias e trará novidades pra nós reeleitos, que contribuiremos com nossa experiência, além do ânimo e da vontade renovada de trabalhar. As pessoas costumam cobrar dos vereadores coisas que não são da nossa competência e sim atribuições do prefeito. Na verdade, o vereador não tem tanto poder de fazer, mas tem a obrigação de fiscalizar e cobrar. Como o ano que vem ainda deverá estar sob o efeito da pandemia e o orçamento de Lafaiete deve ser prejudicado pela crise, legislar não será tarefa fácil, mas os recém-chegados vão se somar ao nosso esforço e melhorar a nossa Câmara Municipal”.

PT

Chico Paulo e Pedrinho são os petistas da atual legislatura
Chico Paulo e Pedrinho são os petistas da atual legislatura

Num passado recente, o Partido dos Trabalhadores elegeu um prefeito de Lafaiete e chegou a ter três vereadores na Câmara. A atual Legislatura conta com dois vereadores petistas; mas, na próxima, Pedrinho será o único representante da legenda. O vereador diz que a situação local do PT reflete os problemas enfrentados pelo partido em âmbito nacional, provocado por denúncias (na sua opinião, infundadas) de corrupção contra figuras históricas petistas: “Em 2016 houve uma articulação para tirar o PT do poder; o que queriam mesmo era acabar com o Partido dos Trabalhadores. Muitas denúncias falsas que foram feitas estão agora vindo à tona e a Justiça está provando que eram mentiras. Devido ao que vem acontecendo, muita gente se afastou do partido, que acabou se enfraquecendo. Mas pretendo representar bem o trabalhador lafaietense na Câmara”.

Postura independente

Vereador pretende manter a independência mesmo sendo único vereador do partido
Vereador pretende manter a independência mesmo sendo único vereador do partido

Pedrinho falou, por fim, da postura independente que pretende manter em relação ao novo governo do prefeito Mário Marcus e reiterou o apelo público que fez recentemente pela volta do vereador não reeleito Geraldo Lafayette (PP) à Secretaria Municipal de Cultura: “Pra mim, a divisão entre situação e oposição não é problema. Tudo que o prefeito mandar para a Câmara, se for bom para o Município, terá sempre meu apoio e minha aprovação. Se mandar ago que eu perceba não ser benéfico à sociedade, não concordarei e votarei contra. Tenho defendido a volta de Geraldo Lafayette à Cultura porque ele representou muito bem o setor e, mesmo com a falta de recursos, foi um dos melhores secretários que a pasta já teve. Para o bem da cultura em Lafaiete, defendo que ele volte e espero que o prefeito atenda nosso apelo”, finalizou Pedrinho do PT.

Fato Real