Fato Real
Política

Para vereador, morosidade da Prefeitura gera desperdício de dinheiro público

Pedrinho vereadorAo fazer uso da “Palavra Franca” em sessão ordinária da Câmara Municipal de Conselheiro Lafaiete, o vereador Pedro Américo (PT) enumerou uma série de situações absurdas que, no seu entender, contribuem para o desperdício do dinheiro dos contribuintes municipais: “Fui convidado a visitar o PSF do bairro Bela Vista; lá tem bebedouro, mas não tem água pro pessoal beber. É só instalar o bebedouro, mas não instalam! Dizer que não há condições de instalar um bebedouro que já está lá… Os próprios funcionários resolveram comprar um filtro e por lá pro pessoal beber água. É vergonhoso que a prefeitura não tem alguém pra ir lá ligar o bebedouro; é tão simples isso!”

Segundo Pedrinho, o posto de saúde do bairro Bela Vista não tem telefone. Para comunicar eventuais problemas ou fazer reivindicações à prefeitura, os funcionários são obrigados a usar os próprios celulares.

O vereador também voltou a abordar a questão do trator que apresentou defeito no início do ano e está sendo substituído por um equipamento alugado: “É uma vergonha a Câmara ter de formar uma comissão pra cobrar o conserto de um trator da Prefeitura que está parado há muito tempo. Enviamos requerimento pra saber por que o trator está parado, passaram os 15 dias regulamentares e eles pediram mais 15 dias pra responder. Carro da prefeitura, quando fica parado, eles tiram as peças pra colocar em outro. A peça do trator, quando ele estragou, custava R$1.400,00; agora o conserto deve estar custando muito mais. Estão pagando um absurdo pelo aluguel do trator substituto, algo em torno de R$99,00 a hora, anotando como se o trator estivesse trabalhando das sete da manhã às seis da tarde. Vou lá e vejo que o máximo que o trator trabalha são duas horas por dia. Daria pra comprar mais de dois tratores com o que estão pagando por este veículo”, alertou Pedrinho.

Fato Real