Fato Real
Lafaiete Política

Para prefeito, municipalização de escolas não provocará prejuízo ao ensino

O Fato Real publicou na última quarta-feira (15/06) reportagem sobre a reação da comunidade da escola estadual Pacífico Vieira perante ao processo de municipalização que está sendo discutido.

Professores, estudantes e funcionários do estabelecimento de ensino foram até a Câmara Municipal e se manifestaram contrários à esta possibilidade.

Manifestação contra a municipalização aconteceu na Câmara
Manifestação contra a municipalização aconteceu na Câmara

Por meio do projeto Mãos Dadas, o Estado repassa recursos para as prefeituras assumirem a gestão do ensino fundamental. Mas as Câmaras Municipais precisam aprovar um projeto de lei para formalizar a adesão a essa iniciativa. Em Lafaiete, o projeto está para ser votado pelo Legislativo. Segundo alguns dos professores há falta de transparência na discussão sobre essa mudança, a preocupação com a qualidade do ensino, além da possibilidade da perda de postos de trabalho.

Prefeito

O Fato Real conversou com o prefeito Mário Marcus (DEM) sobre o assunto. Segundo ele, esse é um projeto do governo estadual e que ainda estão acontecendo negociações para que a situação seja definida. No entanto, o mandatário munucipal destacou que, caso o processo de municipalização seja concretizado, ele será benéfico para os estudantes: “Não haverá nenhum prejuízo com o ensino, muito pelo contrário. Também sem nenhum prejuízo para os profissionais da educação do município, nem do estado. Tenho certeza que essas negociações irão acontecer de forma a encontrarmos a melhor situação possível”.

Mário Marcus defendeu o processo
Mário Marcus defendeu o processo

O prefeito lembrou também que não apenas a escola Pacífico Vieira passa por esta possibilidade de municipalização, mas também outros estabelecimentos de ensino como a Lopes Franco, Pinto da Veiga, Castello Branco e Maria Augusta de Noronha.

Mário Marcus destacou que existe uma contrapartida ofertada pelo governo do estado para que o município assuma a administração destas escolas: “É oferecido um recurso financeiro para que o município possa estar fazendo as melhorias em todos esses prédios escolares”.

O prefeito destacou ainda que este processo melhoraria a dificuldade que a cidade enfrenta com o número de vagas disponíveis nas escolas para os alunos.

Fato Real