Fato Real
Lafaiete Política Regional

Manifestações políticas e comemorações discretas marcam feriado na região

O feriado do Dia da Independência nesta terça-feira (07/09) foi movimentado politicamente, com diversas manifestações pró e contra o Governo Federal em todo o país. Na região, também foram registradas ações neste sentido, além de comemorações cívicas pela data.

Integrantes  igrejas evangélicas e apoiadores de Bolsonaro participaram ato na praça do Cristo
Integrantes igrejas evangélicas e apoiadores de Bolsonaro participaram ato na praça do Cristo

Lafaiete

Autoridades durante a comemoração
Autoridades durante a comemoração

Em Lafaiete, a comemoração foi discreta e sem o tradicional desfile cívico-militar por conta da pandemia da Covid-19. Ao invés disto, houve o hasteamento de bandeiras na praça Chiquito Furtado, no rotor da avenida Prefeito Telésforo Cândido de Resende. Na cerimônia estiveram presentes, o prefeito Mário Marcus, vereadores e autoridades do Tiro de Guerra, do Batalhão da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros.

Concentração próximo a Prefeitura
Concentração próximo a Prefeitura

Politicamente, houve um ato concentrado na Praça do Cristo com presença de apoiadores do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido). Os manifestantes penduraram uma bandeira do Brasil no monumento do Cristo, um dos símbolos da cidade. Houve também uma concentração próxima à prefeitura. Não houve registro de nenhum tumulto ou confronto.

Imagem do Cristo Redentor com a bandeira do Brasil
Imagem do Cristo Redentor com a bandeira do Brasil

Congonhas

Em Congonhas houve comemoração online, sem a presença do público, com abertura da programação do tradicional Jubileu do Senhor Bom Jesus de Matosinhos.

Na data, aconteceu mais uma edição do Grito dos Excluídos e Excluídas, organizado pela CNBB.  Com o tema fixo “Vida em primeiro lugar” e o lema: “Na luta por participação popular, saúde, comida, moradia, trabalho e renda, já!”.

Manifestantes pediram pela saída do presidente
Manifestantes pediram pela saída do presidente

Ao final do grito, houve o ato regional “Fora Bolsonaro”, com concentração, próxima à Basílica Bom Jesus de Matosinhos. Em seguida, uma passeata seguiu até a prefeitura. 

Também ocorreram manifestações na cidade a favor do presidente. Um grupo pró-governo caminhou por diversas ruas de Congonhas.

Fato Real