Fato Real
Política

Dr.Júlio assume pré-candidatura a deputado federal

Dr.Júlio deverá retornar à disputa eleitoral em 2022
Dr.Júlio deverá retornar à disputa eleitoral em 2022

Aos 61 anos de idade, com experiências positivas e negativas da política (foi eleito prefeito, cassado e preso), Dr. Júlio (Sem Partido) está de volta à cena política. Mesmo que, segundo suas palavras, sempre esteve atento à conjuntura nos bastidores, o médico optou nos últimos anos por priorizar a vida profissional e pessoal.

Neste intervalo em que esteve fora dos holofotes, Júlio Barros deixou o ninho petista, depois de três décadas filiado, e prepara-se para uma filiação à REDE Sustentabilidade. Mesmo citando uma relação positiva com o PT, o ex-prefeito fez uma análise crítica ao partido pelo envolvimento com a corrupção, sem fazer uma revisão de seus conceitos ou reconhecer erros. “Assim como contribuí com o PT, quero também dar minha contribuição à REDE”, disse o ex-prefeito em entrevista à jornalista Gina Costa, citando nomes que despontam nacionalmente pela legenda como Randolfe Rodrigues e Fabiano Contarato, que têm se destacado na CPI da Covid no Senado Federal; além de Paulo Lamac e Marina Silva.

Federal

Dr..Júlio vai filiar-se a REDE
Dr..Júlio vai filiar-se a REDE

Como pré-candidato a deputado federal, Dr.Júlio cita que pode ser eleito ou contribuir para eleição de outro colega da futura legenda. Porém chama a atenção para a falta de interesse do eleitor, tendo como base a eleição de 2018. “Meu desafio é convencer as pessoas a irem às urnas e saber que vale a pena continuar votando, fazendo com que o Brasil avance nesta Democracia…Que nós precisamos continuar. Que ela (a Democracia) esteve tão instável neste ano de 2021. Eu imagino que é importante você colocar na Câmara Federal pessoas que acreditam no Estado Democrático de Direito. Eu sou uma destas pessoas”.

Direitos políticos

Questionado sobre a perda de seus direitos políticos, suspensos em 2008, Dr.Júlio analisou a maneira “estranha e arbitrária” que ocorreu sua prisão pela Polícia Federal. No entanto, foi firme em dizer que 12 anos depois, após muita movimentação jurídica, acusações , condenações e absolvições,  tem condições de colocar seu nome como pré-candidato. “Hoje eu tenho minha certidão limpa perante a justiça criminal, cível e eleitoral. Eu garanti meus direitos novamente”, afirmou Barros, acrescentando ter experiência, saúde emocional e física para apresentar uma pré-candidatura.

Grupo político

Na entrevista, Barros fez menção à sua ligação com Conselheiro Lafaiete, cidade onde vive, trabalha, tem família, atividade política e da qual foi prefeito. A expressão “candidato da terra”, entrou na sua narrativa. Expressão que também já esteve na pauta de outras eleições envolvendo o atual deputado Glaycon Franco (PV) e o ex-prefeito Ivar Cerqueira (REDE); este último apontado como apoiador do ex-petista.

A evolução natural de um deputado estadual em mandato para a esfera federal, caso de Glaycon Franco, foi analisada pelo entrevistado.  Para Dr.Júlio a eleição de Glaycon Franco não obteve o resultado esperado. Por isso, entende ser positiva a opção de ter um nome alternativo para a Câmara dos Deputados.

Para uma possível dobradinha, em caso de confirmação das pré-candidaturas, Dr.Júlio cita Giovanny Laporte. O candidato à deputado estadual em  2018 obteve 16.293 votos e está filiado à REDE.

Fato Real