Fato Real
Destaque Política

CPI da Covid em Lafaiete chega ao fim e relatório final será lido hoje

Os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 na Câmara Municipal de Conselheiro Lafaiete estão terminando. Nesta quinta-feira (16/12) será lido o relatório final com as apurações feitas pelos vereadores durante os oito meses de trabalhos para apurar irregularidades na gestão de saúde em Conselheiro Lafaiete, duramente a pandemia.

No dia 17 de junho o relatório parcial da CPI se tornou público, quando foram apontados indícios de irregularidades graves como a quantidade insuficiente de bombas de infusão no Hospital de Campanha e a falta de medicamentos adequados no município para tratamento de pacientes e intubação.

Relatório parcial realizou denúncias contra o Hospital de Campanha
Relatório parcial realizou denúncias contra o Hospital de Campanha

Os trabalhos prosseguiram e vieram desdobramentos e apuração de graves denúncias. Os reflexos também foram sentidos, principalmente no setor de saúde pública da cidade. A exoneração da gerente do Hospital de Campanha, Vivian Castro, após prestar depoimento e o pedido de demissão de outras duas servidoras do hospital referência para o tratamento da Covid na cidade e região estão entre os fatos mais relevantes.
A exoneração da gerente do Hospital de Campanha, Vivian Castro, após prestar depoimento e o pedido de demissão de outras duas servidoras do hospital referência para o tratamento da Covid na cidade e região estão entre os fatos mais relevantes.

Também chamou a atenção a disputa entre o Legislativo e o Executivo durante as investigações da CPI. O município conseguiu liminar para que o procurador Cayo Noronha acompanhasse os depoimentos feitos na Casa, fato que desagradou os vereadores.

Presença do procurador Cayo desagradou parlamentares
Presença do procurador Cayo desagradou parlamentares

Fim dos trabalhos

André Menezes, presidente da CPI, comentou sobre o fim dos trabalhos: “Todas as denúncias que chegaram até esta CPI foram apuradas. Foi muito trabalho, mas graças a Deus chegamos ao término. O resultado será apresentado nesta quinta-feira às 19h30 em reunião na Câmara. Será lido o relatório final. Como também foi lido o parcial. Depois de lido no plenário, será de domínio público, todas as pessoas terão acesso a toda a documentação da CPI, às atas, áudios e depoimentos”.

Os números demonstram o volume e trabalho:

  • 25 pastas
  • 10.200 páginas
  • 218 ofícios
  • 17 depoimentos
  • 20 reuniões
  • 31 horas de áudios de depoimentos gravados.

A CPI é composta pelos vereadores: Fernando Bandeira (DEM), Professor Eustáquio (PV), Renato Pelé (PODE) e Pastor Angelino (PP), além do presidente André Menezes (PL).

Vereadores se reuniram por meses para apuração das denúncias
Vereadores se reuniram por meses para apuração das denúncias

A expectativa agora é pelas recomendações que os vereadores farão. Em setembro a CPI do transporte recomendou instalação de Comissão Processante contra o prefeito Mário Marcus por prática de improbidades administrativa e política-administrativa. No entanto, após votação em plenário, foi arquivada

Fato Real