Fato Real
Destaque Política

Consternada, Rio Espera despede do prefeito Marquinhos Matipó

Marquinhos Matipó morreu aos 47 anos
Marquinhos Matipó morreu aos 47 anos

É grande a consternação na cidade de Rio Espera pelo falecimento inesperado do prefeito Lúcio Marcos da Silveira, o Marquinhos Matipó. O chefe do Executivo faleceu na noite desta quinta-feira (06/05) aos 47 anos na localidade de Oratório, zona rural da cidade. Ele teria sofrido um infarto, foi atendido pelo SAMU, mas não resistiu e morreu ainda no campo onde jogava futebol com amigos.

No “Jornal Falado Carijós”, a jornalista Gina Costa conversou na manhã desta sexta-feira (07) com Fabrício Miranda, também jornalista, da cidade de Rio Espera. “A cidade está em choque, os amigos mais próximos ficaram totalmente impactados. A consternação nas redes sociais é muito grande, já que se trata de um prefeito que foi reeleito e que estava com toda energia para seguir para o seu segundo mandato” pontua.

O jornalista destaca que Marquinhos Matipó sempre foi conhecido pela sua relação com o futebol. Ele participou de vários times de sua localidade natal e de outros pontos da cidade. Nos últimos anos, praticava o esporte apenas esporadicamente.

Covid-19

Marquinhos Matipó havia contraído a Covid-19 em 2020. No dia 27/08 o prefeito informou que havia feito o exame do PCR e testado positivo . À época Marquinhos Matipó disse que estava tranquilo e fez isolamento domiciliar. Posteriormente foi internado no Hospital e Maternidade São José, em Lafaiete e recuperou-se da doença.

Trajetória política

Matipó foi reeleito em 2020 para a Prefeitura de Rio Espera
Matipó foi reeleito em 2020 para a Prefeitura de Rio Espera

Lúcio Marcos da Silveira veio da zona rural, era pedreiro, depois se tornou empreendedor no ramo da construção civil. Neste período, foi responsável por gerar vários postos de emprego na cidade.
Matipó foi vereador por dois mandatos e disputou o cargo como Chefe do Executivo três vezes, sendo eleito na segunda vez e reeleito em 2020.

Cidade ainda está consternada com a morte do chefe do executivo
Cidade ainda está consternada com a morte do chefe do executivo

O jornalista Fabrício Miranda define a atuação política de Marquinhos Matipó como “dinâmica”. Segundo ele, o prefeito queria transformar a cidade de Rio Espera em exemplo de administração. O primeiro mandato de Marquinhos Matipó foi para “arrumar a casa” e o segundo seria, segundo as palavras do político, para deixar a cidade mais bonita. Nesta linha, há um projeto em andamento para asfaltar as principais ruas da cidade.

Com a morte dele, o vice-prefeito Juliano Motorista assumirá a prefeitura.

Velório

O velório teve início ainda ontem e reiniciou na manhã desta sexta-feira no salão da prefeitura. O sepultamento está previsto inicialmente para às 16h em Rio Espera.

Fato Real