Fato Real
Destaque Política

Câmara vota novo pedido de Comissão Processante contra prefeito

Sessão do dia 14 resultou em arquivamento do pedido
Sessão do dia 14 resultou em arquivamento do pedido

Uma semana após a agitada sessão da terça-feira 14/09 em que foi votada e rejeitada a abertura de uma Comissão Processante contra o prefeito Mário Marcus (DEM), a noite de hoje não deve ser das mais calmas na Câmara Municipal de Lafaiete.

Processante

Deverá ser lido e votado durante a sessão desta terça-feira (21) novo pedido de abertura de Comissão Processante contra o prefeito Mário Marcus (DEM). Desta vez, o autor é Talysson Zebral (PCdoB), ativista político e ex-candidato a prefeito de Conselheiro Lafaiete. O foco continua sendo a conduta do chefe do Executivo na crise do transporte público.

Talysson Zebral
Talysson Zebral

Talysson Zebral argumenta que o prefeito teria infringido leis. “Não é algo que pode passar despercebido e sem consequências legais”, afirma.

Na denúncia, Zebral afirma também que foi protocolado requerimento junto a Ouvidoria Municipal com pedido de informações sobre o transporte público municipal, que foram ignorados, ferindo os direitos de acesso à informação. O que levaria à qualificação de improbidade administrativa. Ele ainda aponta “negligência no trato com a coisa pública” e omissão na conduta ao não cumprir as obrigações da gestão previstas no contrato de fiscalizar e tomar as medidas necessárias para que o serviço mantivesse com tarifas a atividades adequadas.

Todos votam

Desta vez, diferente da sessão anterior, até os vereadores que participaram da CPI do transporte público, podem votar.

Na sessão do dia 14/09 o pedido foi rejeito por 8 votos a quatro.

Comissão Permanente

Também está na Ordem do Dia da sessão de logo mais, a votação do Projeto de Resolução 005/2021 de autoria da vereadora Damires Rinarlly e dos vereadores Erivelton Jaime, Osvaldo Barbosa e Renato Pelé.

O projeto que foi tirado da pauta da sessão do dia 14 devido à prioridade para votação da Processante visa a criação de uma comissão permanente para garantir maior representatividade, visibilidade e destaque às crianças, adolescentes, idosos, mulheres e as pessoas LGBTQIA+ na política.

Há mobilização nas redes sociais para uma manifestação de apoio à iniciativa e acompanhamento da votação.

A sessão poderá ser acompanhada via transmissão pelo canal da Câmara no youtube. Clique aqui e acesse .

Fato Real