Fato Real
Polícia

Delegado alerta para golpes com investimentos financeiros

A Polícia Civil prendeu, na manhã desta terça-feira (17/08), um homem de 23 anos, suspeito de aplicar golpes tendo como atrativo aplicações financeiras com altos rendimentos. Em Lafaiete, a ação criminosa rendeu 200 mil reais ao estelionatário. Até o momento, 12 vítimas foram identificadas, no entanto, a investigação mostrou que mais pessoas teriam sido lesadas.

Polícia Civil prendeu o suspeito de obter 200 mil reais em golpes
Polícia Civil prendeu o suspeito de obter 200 mil reais em golpes

Em entrevista ao Jornal Falado Carijós, o delegado responsável pelo caso, Dr. Marcus Vinicius Rodrigues conta que o método de aplicação do golpe era o mesmo para todas as vítimas: Normalmente ele oferecia ganhos em torno de 50% ao mês. Os primeiros investimentos eram sempre com valores baixos, e em regra, ele devolvia o rendimento prometido e encorajava as pessoas para, a partir daí aportar valores maiores. “Tivemos vítima que, inclusive, contraiu empréstimo para aplicar dinheiro nesse investimento que prometia rendimentos muito superiores aos praticados no mercado” destaca.

Depressão

O suspeito foi localizado nesta terça-feira (17/08) em uma química para recuperação de dependentes químicos no município de Mariana. Ele alegou estar em tratamento para depressão. No entanto, para o investigador Michel Aquino, o argumento não condiz com a realidade: “Os materiais que este mesmo indivíduo colocava em redes sociais e publicava para que, inclusive angariasse mais vítimas, não demonstrou nenhum tipo de depressão ou nenhum tipo de problema mental que ela estaria sofrendo que justificasse internação naquele local. A não ser, o fato de estar se escusando de pagar as vítimas”, disse em entrevista ao jornalista Fernando Baeta.

Em depoimento, o homem não negou que recebeu dinheiro das vítimas, mas não soube explicar o paradeiro da quantia recebida. O investigador Mário Barreto explica que esse dinheiro só deve ser localizado à medida que avancem as investigações. Ainda segundo ele, o Poder Judiciário deve conceder a quebra do sigilo bancário para ajudar nas diligências.

Alerta para golpes

O delegado Marcus Vinícius, alerta sobre como evitar um crime como esse e os perigos de oferta de lucros altos de maneira rápida e fácil: “Existem pessoas que ganham muito dinheiro, mas isso é a exceção. Quando a pessoa oferece para você um rendimento muito acima do que o banco paga, ou mesmo, do que as corretoras oficiais estão indicando como possível, você tem que desconfiar, porque o investimento em ação é um investimento de risco. Para você ter ganhos desta magnitude igual o investigado oferecia para as vítimas de 50%, 89% ao mês, o risco é enorme. É impossível que alguém ofereça com garantia um investimento nesse nível de retorno. A pessoa que se dispõe a fazer um investimento é importante que ela conheça a pessoa, procure informações da pessoa e da empresa vinculada e em qual corretora a pessoa está aplicando dinheiro, contrato, algum tipo de garantia”.

N.R: Matéria atualizada às 16h40 de 18/08.

Fato Real