Fato Real
Polícia

Audiência do feminicídio da jovem Thais acontece na próxima semana

A primeira audiência no processo que trata do feminicídio cometido contra a jovem Thais Cristina Pereira Gomes acontece na sexta-feira da próxima semana (21/05), a partir das 13 horas, no Fórum de Carandaí.

Pedro Bianchetti, um dos advogados da família de Thais, pontua que espera que haja a condenação do réu pelo crime:  “A expectativa, nesse momento, é que ao final da instrução processual o réu seja pronunciado e levado a julgamento pelo Tribunal do Júri da Comarca de Carandaí. Assim ocorrendo, ficará a cargo da sociedade de Carandaí dar uma resposta efetiva sobre esse acontecimento trágico que retirou a vida de uma adolescente que, com certeza, tinha um futuro brilhante pela frente. Infelizmente não há o que ser feito para devolver a vida de Thais. O que resta à família, agora, é lutar para que seja feita Justiça que, nesse caso, seria a condenação do réu pelo crime de feminicídio”, aponta.

O caso

Em janeiro, Edse Guilherme Pereira Marta foi preso suspeito do crime de feminicídio da jovem Thais, de 17 anos. O fato ocorreu no dia 20 daquele mês, na localidade de “Melo”, zona rural da cidade de Capela Nova.

Segundo a denúncia, Edse praticou o crime se valendo de meio cruel e motivado por ciúmes, baseando-se na condição de gênero da vítima, desferindo-lhe diversas pauladas na cabeça, as quais foram a causa da morte. Na época, ele confessou a autoria do crime para os policiais.

Crime chocou a região na época
Crime chocou a região na época

O feminicídio teria sido motivado pelo fato do homem, de 40 anos, não ter aceitado o fim do relacionamento.

Audiência

Se condenado por homicídio duplamente qualificado, a pena pode chegar a 30 anos de prisão. Nessa primeira audiência serão ouvidas as testemunhas residentes na cidade de Carandaí e naquelas outras que fazem parte da Comarca. Ainda ficarão pendentes os depoimentos de testemunhas que moram em outras cidades. Nesse caso, elas são ouvidas onde residem. Existem testemunhas em Conselheiro Lafaiete e Barbacena.

Fato Real