Fato Real
Destaque Lafaiete

Moradores denunciam que resíduos de matadouro são despejados em bairro de Lafaiete

Uma situação tem incomodado os moradores do bairro Água Preta em Conselheiro Lafaiete. Trata-se do despejo de resíduos de ossos, carcaça animal e chorume que está acontecendo no local.

A situação foi flagrada por um morador do bairro na última segunda-feira (09/05) que avistou o exato momento em eu um caminhão tentava fazer o despejo. No entanto, não é a primeira vez que isso acontece. Segundo Viladerlan Alves de Souza Júnior, líder comunitário do bairro São Judas Tadeu, que fica ao lado do Água Preta, o mesmo caminhão já foi visto lá mais de uma vez.

Caminhão é visto com certa frequência no local
Caminhão é visto com certa frequência no local

Na segunda-feira, o veículo foi flagrado pela população, que impediu que os resíduos fossem jogados no local. O caminhão derramava chorume pelo trajeto, deixando um cheiro muito ruim no bairro. Moradores, inclusive, tiveram de lavar as calçadas para se livrar do mau odor.

O líder comunitário lamentou a situação: “toda hora a gente encontra com um caminhoneiro, alguma caminhonete, jogando algum tipo de resíduo aqui nas nossas estradas. É uma coisa muito triste que em 2022 ainda existam pessoas assim. Uma cidade onde tem a coleta de lixo pra todo lado e a gente passando por isso aqui”, desabafa Viladerlan.

A situação já foi encaminhada para o poder público de Conselheiro Lafaiete. O líder comunitário destacou que fotos e informações foram encaminhadas ao departamento de Meio Ambiente da Prefeitura. O departamento ficou de recolher os resíduos que estão espalhados na região e prometeu que, o mais breve possível, deve mandar a máquina para recolher os materiais. O vereador Vado Silva (DC) também tomou conhecimento do caso e ficou de tomar providências.

Viladerlan faz um apelo para que o fato pare de ocorrer no local: “Estamos tentando conscientizar as pessoas para não fazer isso aqui nessa região, porque aqui é uma região que é totalmente voltada ao esporte porque é uma área bonita, de mata. Tem muitos bichos e eu acho que o poder público e os cidadãos deveriam olhar para aqui com outros olhos, para não descartar os lixos”, destacou.

Fato Real