Fato Real
Gerais Publicidade

São Francisco: de clínica a hospital veterinário

Informe Publicitário

O Centro Veterinário São Francisco, foi inaugurado em abril de 2003, em Conselheiro Lafaiete e vem há 18 anos inovando a medicina veterinária na cidade.

São Francisco foi a primeira clínica a ter radiologia, ultrassonografia e a primeira também a ter endoscopia e aparelhos como o de anestesia inalatória. Além disso, foi pioneira em serviços como ortopedia e cirurgias complexas.
Atualmente, além de serviços básicos, como consultas, vacinas, atendimento domiciliar, atendimentos de emergência e cirurgias de rotina, o centro conta com uma ampla gama de serviços, que inclui também serviços de diagnóstico – sendo radiologia digital, ultrassonografia, endoscopia e videoscopia rígida, além de tratamentos de laserterapia, acupuntura, quimioterapia veterinária, internação com assistência 24h.

Após 18 anos de atuação e qualificação, chegou a hora de assumir mais um desafio, e neste ano de 2021 a veterinária São Francisco assumiu status de Hospital.

Jean Ciarallo, veterinário e proprietário da São Francisco, explica um pouco sobre esse novo passo: “O Centro Veterinário São Francisco se transformar em Hospital Veterinário São Francisco é uma vitória para todos nós, e que foi fruto de 18 anos de trabalho incessante em Conselheiro Lafaiete e região”, diz o veterinário, que destaca ainda que essa é uma mudança que traz ainda mais evolução na área para a cidade e um novo gás para todos os colaboradores da instituição.

Mudanças

 

Para ser um hospital veterinário, existe um checklist de vários quesitos a serem cumpridos pela instituição e avaliados pelo Conselho Regional de Medicina Veterinária, dentre eles: atendimento 24h, estrutura física compatível com hospital, um bloco cirúrgico completo e com equipamentos de apoio à vida, unidade de recuperação anestésica climatizada, internação diferenciada inclusive com ala de isolamento para doenças infectocontagiosas, laboratório básico de análises clínicas, ultrassonografia e radiologia e serviços de eletrocardiografia.

A São Francisco, cumpriu este requisito e foi mais além: “Oferecemos serviços como endoscopia, atendimento especializado em ortopedia, cardiologia, oncologia e fisioterapia, serviços de laserterapia e criocirurgia, e dispomos de equipamentos como microscópio cirúrgico e cardioversor”, conta Ciarallo.

Outros diferenciais importantes são: a esterilização dos ambientes hospitalares, que é feita por ozônio, a climatização das alas de canil e gatil e a sala de espera específica para felinos.
“Já há alguns anos vínhamos nos preparando e incluindo vários destes serviços e infraestrutura; e muito mais está por vir”, conclui.

O processo de mudança

Ciarallo conta que foi um processo longo, pois não queriam apenas falar que eram um hospital, sem ter a certeza de que poderiam oferecer realmente a estrutura de um hospital veterinário. “Gastamos alguns anos remodelando a estrutura, incluindo materiais e serviços diferenciados, fazendo consultoria com profissionais de renome nacional e internacional, como o Dr. Sérgio Lobato, especializado nesta área, além de fecharmos uma consultoria financeira com uma empresa de São Paulo, também voltada apenas para área veterinária e culminando com o aceite de afiliação pela  Associação Brasileira de Hospitais Veterinários (ABHV), do qual temos orgulho de fazer parte hoje. Só posso dizer que tudo isso representa uma vitória de muito trabalho e persistência, numa profissão que às vezes é tão desvalorizada”, diz.

Em relação às mudanças na estrutura ele reitera que já ocorreram e estão em pleno funcionamento. “Algumas não são tão visíveis por ficarem na área restrita hospitalar. No início do ano, por exemplo, terminamos a construção do canil de doenças infectocontagiosas, uma ala para internação de cães com doenças contagiosas, totalmente isolada, para não haver risco de contaminação de outros animais”. Pensando no bem-estar dos colaboradores, também houve mudanças na área de convivência para funcionários, uma sala de reunião e estudo e um quarto de descanso para o plantonista foram incorporados à estrutura.

O hospital conta ainda com um bloco cirúrgico completo, com 5 setores: setor de preparo do animal, de desinfecção e paramentação do veterinário, de cirurgia, de lavagem e expurgo de material contaminado e, por fim, setor de esterilização. O proprietário conta que o Bloco cirúrgico foi elogiado pela Vigilância Sanitária de Conselheiro Lafaiete, por seguir perfeitamente as normas do órgão.

Outra novidade é que o hospital fechou uma parceria, e hoje oferece estacionamento para os clientes em conjunto com o Sacolão Máximo. E não para por aí, a abertura de uma sala específica para fisioterapia está sendo estudada, a especialidade já é oferecida no hospital.

18 anos de mercado


Para Ciarallo alguns fatores são preponderantes para o sucesso da Veterinária São Francisco em Lafaiete:“A inovação é um destes fatores, fomos pioneiros em vários tratamentos e também em infraestrutura. Outro fator é o constante aprimoramento dos veterinários colaboradores, que participam de cursos, simpósios e congressos, o que torna possível um atendimento diferenciado e especializado.

Além disso contamos com uma equipe de profissionais que realmente vestem a camisa do hospital e trabalham com satisfação, passando isso aos nossos clientes e pacientes. Por fim, não poderia deixar de dizer que um dos fatores, talvez o mais importante, é a fidelidade e confiança dos nossos clientes que, estando satisfeitos com nossos serviços, acabam repassando aos seus amigos e familiares. O famoso boca-a-boca ainda é a melhor forma de propaganda”.

Sobre sua equipe o veterinário diz que é maravilhosa e que tem sorte em tê-los na história do hospital. “Tenho uma gerente e uma auxiliar que já estão conosco desde o início. Recepcionistas que tentam o tempo todo resolver os mais diversos problemas, auxiliares veterinários que são apaixonadas pelos animais e dão toda a assistência a eles. Nossa equipe ainda conta com uma pessoa excepcional, responsável pela limpeza, que é diariamente elogiada pelos clientes porque “a clínica não tem cheiro de cachorro!”. E, para finalizar, um corpo clínico composto por veterinários maravilhosos e muito empenhados no que fazem, uma tríade de conhecimento, profissionalismo e amor pelos animais”, destaca.

Agradecimento

O veterinário e proprietário do Hospital São Francisco, faz questão de lembrar que nada teria sido possível se estivesse sozinho. “Venho mais agradecer que qualquer outra coisa. Agradecer a cidade e seus cidadãos que me acolheram há exatos 18 anos e fizeram com que o Centro veterinário São Francisco expandisse e evoluísse, chegando ao que é hoje. Agradecer a todas as pessoas que fizeram parte desta história, meu amigo de faculdade, ex-cunhado e ex-sócio, Eder Moraes, que no início vislumbrou o potencial de Conselheiro Lafaiete. Todos os veterinários, funcionários e estagiários que já passaram pela clínica e que, de muitas formas, contribuíram não só com ela mas com cada animal e tutor que passou pela São Francisco. Agradecer ainda aos grandes amigos e irmãos que conquistei em conselheiro Lafaiete e sempre me fazem sentir em casa, a todos os parceiros com os quais caminhei junto ao longo destes 18 anos e, por fim, agradecer a minha família e mulher que sempre me apoiam incondicionalmente. Em nome do Hospital veterinário São Francisco, meu muito obrigado a todos”, conclui.

Jean Ciarallo CRMV-MG 5987
Médico Veterinário formado há 21 anos pela Universidade Federal de Lavras, com especialização em Clínica de Pequenos Animais e Ortopedia de Pequenos Animais.
Membro da diretoria da Associação Nacional de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais -ANCLIVEPA-Minas

 

 

Fato Real