Fato Real
Gerais Regional

Morre a torcedora símbolo “Vovó do Galo”

A vovó no Mineirão
A vovó no Mineirão

Faleceu nesta quinta-feira 13/01 aos 101 anos a senhora Ana Cândida de Oliveira Marques. Conhecida como “Vovó do Galo” era uma torcedora-símbolo do clube.

A confirmação do falecimento  foi feita pela família nas redes sociais. A causa do óbito não foi informada. Desde novembro do ano passado, ela enfrentava problemas de saúde.

Alegre e carismática, era figura assídua no Mineirão. Em vida recebeu várias homenagens do clube e foi personagem de muitas reportagens.

Nas redes sociais já surgem várias homenagens, inclusive o clube, que fez a seguinte postagem no Twitter oficial: “O Atlético, em nome de toda a diretoria, funcionários e torcedores, deseja força aos familiares e amigos da dona Ana Cândida, a Vovó do Galo, que nos deixou no dia de hoje. Ela sempre será uma das maiores representações de amor ao Galo em toda nossa história”.

Da região

Vovó do Galo tinha raízes na região
Vovó do Galo tinha raízes na região

O seu local de nascimento no ano de 1920 gera controvérsias. Há registros de que teria nascido em Rio Espera, e outros têm como sua cidade natal Conselheiro Lafaiete.  Ana Cândida de Oliveira Marques  mudou para a capital mineira no fim da década de 1940, ao lado do marido João Marques de Oliveira, que era da região de Lamim e  goleiro de um time amador e torcedor fanático do Atlético, cujos jogos acompanhavam pelas ondas do rádio.

Quando chegou à capital mineira, ainda levou um tempo até ela ir aos estádios. Costumava ficar em casa fazendo lanche para o marido e os amigos dele que realizavam ‘resenhas’ após as partidas. Com o tempo, venceu o machismo e passou a marcar presença nos jogos do Galo. (Fonte/Superesportes).

D.Cândida faleceu aos 101 anos
D.Cândida faleceu aos 101 anos
Fato Real