Fato Real
Gerais

Igrejas tocarão sinos em homenagem aos mortos por Covid

O Brasil se aproxima da lamentável marca de 500 mil pessoas vítimas do novo coronavírus. Nesse contexto de luto, perdas e necessidade de esperança e consolo, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) prepara orações, homenagens e mobilizações sociais para fazer memória de tantos brasileiros e brasileiras que partiram e para ressaltar a mensagem de que “toda vida importa”.

Por isso, a CNBB convida todas as igrejas a tocar neste sábado (19) às 15h, hora da Misericórdia, os sinos em homenagem às vítimas. Essa mesma ação aconteceu também em 11 de abril, Domingo da Misericórdia.

O Arcebispo de Belo Horizonte (MG) e presidente da CNBB, Dom Walmor Oliveira de Azevedo, preside a Santa Missa na intenção das 500 mil vítimas da Covid-19 no Brasil, no sábado, às 15h. A celebração será no Santuário Nossa Senhora da Piedade, em Caeté (MG), com transmissão pelas redes sociais da CNBB e por emissoras de TV de inspiração católica.

No horário de início da missa, todas as dioceses serão convidadas a tocar os sinos.

Orientações

O Arcebispo Metropolitano de Mariana, Dom Airton José dos Santos,  oriente para que em toda a nossa Arquidiocese de Mariana,  sejam realizadas as seguintes atividades :
1ª) Rezar em sufrágio pelos 500 mil mortos em missa que será presidida por Dom Walmor Oliveira de Azevedo, no Santuário de Nossa Senhora da Piedade, às 15h00, e que será transmitida pelas redes sociais da CNBB e TVs de inspiração católica. Que em todas as Missas deste final de semana (19 e 20 de junho), se acrescente esta intenção;
2ª) Rezar pessoalmente e comunitariamente a oração composta para este dia e que estará disponível nas redes sociais da CNBB;
3ª) No horário das 15h00, realizar o toque fúnebre nos sinos das Igrejas da Arquidiocese, em memória dos falecidos pela Covid-19.

 

 

 

Fato Real