Fato Real
Gerais Você Repórter

Carta aberta de empresários do setor de bares e restaurantes de Lafaiete

Nós, empresários do setor de bares e restaurantes de Conselheiro Lafaiete, viemos a público nos posicionar com relação realidade vivenciada na nossa cidade em decorrência da pandemia do COVID-19.

Lamentamos profundamente as 250 vidas perdidas na nossa cidade, todas as perdas e escassez causadas pela pandemia, e entendemos que o momento exige cautela para que consigamos reduzir os danos dessa tragédia coletiva e sem precedentes.

O que vemos acontecer na nossa cidade e região são festas clandestinas em casas, sítios, campos, muitas com vídeos divulgados na internet, filas enormes em mercados, bancos, lotéricas, e na última sexta-feira, dia 18/06, surpreendentemente um concurso de misses aconteceu na secretaria de cultura, um prédio público que é, inclusive um dos postos de vacinação do COVID-19.

O protocolo do Minas Consciente publicado em 03/06, proíbe a realização de eventos, atrativos culturais e naturais, sendo proibida a realização desse tipo de evento.

Vídeos divulgados na internet mostraram que o local era aberto, com a limitação de 30 pessoas, e aparentemente as normas sanitárias estariam sendo seguidas, no entanto, nossos bares e restaurantes não podem funcionar após às 19h., não podemos receber esse número de pessoas, mesmo seguindo todas as normas sanitárias rigorosamente, sendo fiscalizados pelos órgãos públicos da cidade, empregando pessoas, pagando impostos, girando a economia local e sendo a única fonte de renda de centenas de famílias da nossa cidade.

Nossas empresas já sofreram diversos fechamentos, quando abertos funcionamos com dezenas de restrições, número de clientes limitados, e acreditamos que sim, esse é o caminho que temos que traçar no momento, no entanto, os bares noturnos estão sofrendo o impacto do fechamento, e precisamos de respostas do poder público, do motivo pelo qual pôde acontecer um evento proibido pelo Minas Consciente em um prédio público, posto de vacinação da COVID19, e nós não podemos trabalhar para tentarmos salvar nossas empresas e os empregos que ainda restam no nosso setor, nessa pandemia!

Nos comprometemos e estamos abertos ao diálogo para encontrarmos o melhor caminho para a comunidade como um todo, mas não dá mais para ver nosso setor sendo ceifado pela doença e pelas decisões do poder público, sem levar minimamente às necessidades do nosso mercado em consideração.

Acreditamos que uma administração comprometida com a comunidade não inviabiliza o trabalho dos cidadãos – salvo em caso de calamidade pública – mas orienta e fiscaliza as normas a serem cumpridas para que as pessoas estejam mais seguras.

Torcendo para que a população lafaietense seja vacinada o quanto antes, para que possamos trabalhar e viver sem a insegurança da doença, pedimos pelo direito de trabalharmos e pedimos fiscalização, pois esse é o único caminho viável para que nosso setor sobreviva a esse caos.

1 – Tom Cultura Bar
2 – Hawk
3 – Bão
4 – 147
5 – Amsterdam
6 -House of Beer
7 – Lot60
8 – Dümm
9 – Quintal da IELS
10- Muretto
11- STUDIO
12-Forno a Lenha
13- Oriental
14-Rooftop Bhuda
15- Ibiza
16- Calhambeque
17- Garrafaria Botequim
18- Fogo e Garrafa
19 – Real Choperia
20 – Bravíssima Pizzaria
21 – La Grano
22 – Hunos Bier
23 – Deck
24 – King
25 – Resenha Bier Espeteria
26 – Restaurante Queluz de Minas

Se você quer ver sua reclamação, foto, denúncia ou elogio no Fato Real; se quer enviar uma pauta ou sugestão de reportagem, envie seu email para [email protected]

Fato Real