Lafaiete é castigada por temporal

quinta-feira, 23 janeiro 2014 / 09:30

1

Rompimento de rede comprometeu a Marechal Floriano

Lafaiete enfrentou momentos difíceis com um forte temporal que caiu sobre a cidade na noite dessa quarta-feira 22/01.

O volume de chuva foi grande causando inundações e quedas de árvores e muros. Duas situações foram mais graves: o rompimento de parte da rede pluvial na rua Marechal Floriano e a queda de parte do muro do Cemitério Nossa Senhora da Conceição.

Loja arrasada

Na Marechal Floriano a rede pluvial rompeu e abriu uma cratera dentro da Loja Agrícola Brasil, que fica no número 69. O ponto comercial teve grande prejuízo perdendo todo estoque de ração e outros produtos, como máquinas e equipamentos. O dono da loja de rações calcula prejuízos em mais de 100 mil reais.

6

Rede pluvial rompeu e abriu uma cratera na casa comercial

 

5

Loja ficou totalmente destruída

Outros

Durante toda a noite e madrugada técnicos da Defesa Civil e Bombeiros percorreram os locais em situação mais delicada e os trabalhos de vistoria prosseguem ao longo desta manhã.

11

Marechal e muitas ruas vizinhas foram cobertas com ração animal

Os registros de maior gravidade foram o alagamento da rua José Carneiro, no bairro Carijós, e na rua Floriano Franco, próximo ao clube D. Pedro II, onde carros ficaram submersos e no bairro Jardim América; houve ainda queda de um barranco na rua Murilo Dornelas, nobairro São João; inundação na rua Marechal Floriano e desabamento do muro da MRS.

1

Muro da MRS na Marechal também desabou

Os técnicos da defesa Civil estiveram também na  rua Murilo Dornelas, no bairro São João, onde um deslizamento de terra afetou duas casas; os imóveis foram interditados e os moradores estão provisoriamente abrigados em casas de parentes. Segundo Carlos Alberto, neste caso a situação é preocupante porque a terra continua úmida e persiste o risco de novos desmoronamentos.

No bairro Jardim América, uma galeria pluvial que passa debaixo de uma residência também não resistiu ao volume da chuva e estourou; a casa foi tomada pela lama, mas não teve a estrutura comprometida. Houve outros diversos registros de alagamento; porém, segundo Carlos Alberto, o serviço de limpeza do leito do rio Bananeiras executado recentemente pela prefeitura foi fundamental para que a chuva da noite passada não causasse uma tragédia na cidade.

Cemitério

Outra situação grave foi a queda de parte do muro do cemitério Nossa Senhora da Conceição. Reportagem especial sobre o assunto você  acompanha aqui no Fato Real, em breve.

 cemit muro

Viga caiu e muro desabou

cemit tumTúmulo foi danificado

Emergência

Além da Defesa Civil Municipal, integrantes da administração municipal estiveram nas ruas durante a madrugada acompanhando as situações mais graves e traçando ações de solução dos problemas. O chefe de Gabinete, Adriano Gomes Beato, afirmou que o município vai buscar recursos para recuperar  os estragos, como a rede pluvial da Marechal Floriano. Para isso deverá nas próximas horas decretar estado de emergência.

Não houve registro de feridos. Treze pessoas estão desalojadas.

Leia ainda: Muro de cemitério cai durante temporal.

, ,

Fato Real no Facebook

Malucão
Copy Protected by Chetans WP-Copyprotect.